Compartilhe Arte e Cultura!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Não há um consenso entre os autores sobre o início do período contemporâneo na arte. Neste artigo considera-se que a arte contemporânea, em seus estilos, escolas e movimentos, tenha surgido por volta da segunda metade do século XX, mais precisamente após a Segunda Guerra Mundial, como ação de ruptura com a arte moderna.

Depois da guerra os artistas mostraram-se voltados às verdades do inconsciente e interessados pela reconstrução da sociedade. Sobrepôs-se aos costumes, a necessidade da produção em massa. Quando surgia um movimento na arte, este revelava-se por meio das variadas linguagens, através da constante experimentação de novas técnicas.

A arte contemporânea se mostrou mais evidente na década de 60, período que muitos estudos consideram o início do seu estado de plenitude. A efervescência cultural da década começou a questionar a sociedade do pós-guerra, rebelando-se contra o estilo de vida difundido no cinema, na moda, na televisão e na literatura.

Além disso, os avanços tecnológicos foram convulsivamente impulsionados pela corrida espacial e, como mostra dessa influência, as formas dos objetos tornam-se, quase subitamente, aerodinâmicas, alusivas ao espaço, com forte recorrência ao brilho do vinil. A ciência e a tecnologia abriram caminho à percepção das pessoas, de que a arte feita por outros, poderia estar a traduzir as suas próprias vidas.

A consciência ecológica e o reaproveitamento de materiais são temas recorrentes, que se popularizaram no final do século XX. Em paralelo, a revolução digital e a consequente globalização, por meio da internet, formam o período mais recente da contemporaneidade.

Imagens de obras do museu  de arte contemporânea do Instituto Inhotim:

linda_do_rosario

Adriana Varejão, Linda do Rosário, 2004, Óleo sobre alumínio e poliuretano, 195 X 800 X 25 cm, foto: Eduardo Eckenfels

inhotim-matthewsdentro

Matthew Barney, De Lama Lâmina, 2004, CAT-988 Série 050W02556, ano 1978, 792,48 X 1402,08 X 548,64 cm

Atraves5-752x511

Cildo Meireles, Através, varied materials, 600 x 1500 x 1500 cm, 1983 -1989. Foto: Pedro Motta

|

|

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Arte_contemporânea

Deixe seu recado.